*Conselho da Igreja*



*Pastores*


Revº Hélio Osmar Fernandes


Revº Milton de Oliveira


*Presbíteros*


Hélio Ferreira de Araújo

Roberto da Freiria Estevão

Maria Selma Rodrigues

Célia Maria Pacheco Pernica

*Ministério de Ação Social e Diaconia*



*Diáconos e Diaconisas*


Maria Aparecida de Oliveira Araujo

José Marques da Silva

Genil Fereira de Lima

Benedito Rodrigues

Neide Regina Moreira Tomazinho

Elza Maria Monteiro da Silva

Jovino Brito da Silva

*Afirmação de fé*


Não estamos sós, vivemos no mundo de Deus.

Cremos em Deus, criador de todas as coisas; que veio em Jesus Cristo, a Palavra feita ser humano, para reconciliar e renovar; que opera em nós e outros pelo Espírito Santo.

Confiamos em Deus.

Somos chamados para ser Igreja: para celebrar a presença de Deus, para amar e servir aos outros, para buscar a justiça e resistir ao mal, para proclamar Jesus Cristo, crucificado e ressuscitado, nosso juiz e nossa esperança.

Na vida, na morte, na vida além da morte, Deus está conosco. Não estamos sós.

Graças sejam dadas a Deus.



*Nossos Encontros Semanais*


Domingo: Escola Dominical  - 9:00hs - Culto de Louvor - 19:30hs

Terça e Quinta: Grupos Familiares - 20:00hs

Quarta: Estudo Bíblico - 20:00hs

Sábado: Grupo de Leitura da Bíblia - Jovens e Adolescentes - 14:30hs

18:30 - Ensaio do Coral

*Link-me*


Link-me

*Música*


*Bíblia On Line*




*Fale conosco*







Histórico:

- 24/10/2010 a 30/10/2010
- 12/09/2010 a 18/09/2010
- 05/09/2010 a 11/09/2010
- 29/08/2010 a 04/09/2010
- 22/08/2010 a 28/08/2010
- 01/06/2008 a 07/06/2008
- 25/05/2008 a 31/05/2008
- 27/04/2008 a 03/05/2008
- 20/04/2008 a 26/04/2008
- 09/04/2006 a 15/04/2006
- 02/04/2006 a 08/04/2006
- 19/03/2006 a 25/03/2006
- 19/02/2006 a 25/02/2006
- 12/02/2006 a 18/02/2006



Outros sites:

- UOL - O melhor conteúdo
- BOL - E-mail grátis
- Igreja Presbiteriana Independente do Brasil



Votação:

- Dê uma nota para meu blog


Indique esse Blog


Contador:

Código html:
Cristiny On Line




PAI NOSSO

 Não nos deixes cair em tentação, mas livra-nos do mal.

 

 Introdução

Há tentação e tentação. A tentação pode ter caráter benéfico ou maléfico. Tudo dependerá da maneira como reagimos diante dela. Entretanto, somos fracos e não podemos enfrentá-la por nós mesmos. É sobre a maneira como reagimos diante da tentação que meditaremos nesta última petição da Oração do Senhor..

 

Tentação e provação

Existe uma linha muito tênue entre a tentação e a provação.

 

Tentação: A tentação tem como causa a cobiça humana (Tg 1:14). É a própria cobiça humana que produz a avareza, a ganância, a soberba, a autosuficiência, o desejo pelo status, a sede do poder, o desejo desenfreado pelas riquezas, a inveja, o egoísmo, e coisas tais como estas, que alienam o homem inteiramente de Deus. Também, a tentação tem como causa o próprio Satanás, chamado de tentador (Mt 4:3 ; 1Tss 3:5). Contudo, é preciso acentuar que Satanás trabalhará principalmente na cobiça e na fraqueza do homem, a fim de induzi-lo à tentação. Neste caso, a ordem bíblica dada aos cristãos é: sujeitai-vos a Deus; mas resisti ao diabo (Tg 4:7); nem deis lugar ao diabo (Ef 4:27).

 

Provação: é uma espécie de tentação permitida por Deus a fim de nos ensinar; de nos fazer crescer na fé. Geralmente elas surgem em forma de males que sobrevêm à nossa vida; tais como: momentos de angustias, enfermidades, dificuldades materiais, dificuldades emocionais, dificuldades familiares. Situações como estas são oportunidades que temos para experimentar a presença e o cuidado de Deus para conosco. É isso o que ensina Tiago 1:2-3. Contudo, aquilo que seria uma provação, pode transformar-se em tentação, se diante da provação, o homem murmurar e rebelar-se contra Deus.

 

O valor da petição: não nos deixes cair em tentação, mas livra-nos do mal.

 

Diante das exposições acima – tentação e provação – só resta-nos reconhecermos uma coisa: precisamos indispensavelmente do amparo e da força de Deus, pois somos fracos, e por nós mesmos, não conseguimos vencer as tentações. Enquanto estamos neste mundo, estaremos sujeitos as provações e as tentações.

É justamente por isso que Jesus ensinou esta petição. Esta petição não contempla a ausência da tentação. A petição contempla o amparo e o livramento de Deus em meio a tentação, a provação. Esta última petição está em sintonia com 1Co 10:13.

 

Concluindo

A última petição nos ensina:

a)      As tentações e as provações nos sobrevêm. Não podemos ignorar esta realidade.

b)      Não podemos enfrentá-las sozinhos (a petição é dirigida a Deus).

Através desta petição adquirimos a consiência de nossa responsabilidade diante das situações da vida que se nos apresentam todos os dias. A petição faz com que vigiemos, confiantes no amparo de Deus sobre nós.

É como se Cristo nos ensinasse a orar: Vindo as tentações, não nos deixes cair, mas livra-nos do mal.

Revº Hélio



- Postado por: Rev. Hélio às 08:20
[ ] [ envie esta mensagem ]